Nota da CNBB pela morte do dom Acácio Rodrigues Alves


Em nota, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), por meio do seu secretário geral, dom Dimas Lara Barbosa, lamentou a morte do bispo emérito de Palmares (PE), dom Acácio Rodrigues Alves. No texto, a CNBB manifesta “solidariedade aos diocesanos de Palmares que, por 38 anos, tiveram Dom Acácio como seu pastor”.

Leia nota na íntegra.

Brasília-DF, 25 de agosto de 2010

SG. nº 0704/10


Nota de pesar pelo falecimento de dom Acácio Rodrigues Alves

"Se o grão de trigo que cai na terra não morre, fica só.
Mas, se morre, produz muito fruto” (Jo 12,24)

Causou-nos profunda dor e tristeza a morte de Dom Acácio Rodrigues Alves, bispo emérito de Palmares, no Estado de Pernambuco, ocorrida nesta terça-feira, 24 de agosto. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB vem, pois, manifestar sua solidariedade aos diocesanos de Palmares que, por 38 anos, tiveram Dom Acácio como seu pastor.

Nascido em Garanhuns, no Pernambuco, Dom Acácio tinha 85 anos. Com apenas 13 anos de padre e 37 de idade foi nomeado bispo de Palmares, prova dos extraordinários dons com que foi revestido pela graça de Deus.

Com 48 anos de ministério episcopal, Dom Acácio deixa-nos uma extensa lista de serviços prestados à Igreja em prol do Reino de Deus. Especialista em Direito Canônico, foi presidente da Sociedade Brasileira de Canonistas. No Regional Nordeste 2 da CNBB, foi responsável pela Pastoral Familiar, pelo Tribunal Eclesiástico e pelo Ecumenismo. Em tudo que fez, viveu intensamente seu lema episcopal: “Um em Cristo”.

Dom Acácio celebra, agora, sua Páscoa definitiva. Ao Cristo Ressuscitado fazemos chegar nossa confiante súplica em favor deste irmão a fim de que seja premiado com a “coroa da glória”, reservada para os eleitos de Deus.

Dom Dimas Lara Barbosa
Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro
Secretário Geral da CNBB

Nenhum comentário: