Amizade com Jesus é "centro de vida feliz", defende Bento XVI


Bento XVI falou sobre Santa Gertrudes na Catequese desta quarta-feira, 6. O Pontífice propôs o testemunho da santa não como fatos do passado, simplesmente históricos, mas uma escola de vida cristã, de caminho justo a seguir.

"O centro de uma vida feliz, de uma vida verdadeira, é a amizade com Jesus, o Senhor. E essa amizade aprende-se no amor pela Sagrada Escritura, no amor pela liturgia, na fé profunda, no amor por Maria, de modo a conhecer sempre mais realmente o próprio Deus e, assim, a verdadeira felicidade, a meta da nossa vida", ressaltou.

O encontro com o Santo Padre reuniu cerca de 30 mil peregrinos na Praça de São Pedro, no Vaticano.

Santa Gertrudes foi uma monja alemã que viveu no século XIII, contemporânea de Santa Matilde de Hackeborn, sobre a qual o Papa falou na Catequese da quarta-feira passada, 29. As duas viviam no mesmo mosteiro de Helfta, na região da Renânia.

"Com a sua vida e seu pensamento incidiu de modo singular sobre a espiritualidade cristã. É uma mulher excepcional, dotada de particulares talentos naturais e de extraordinários dons da graça, de profundíssima humildade e ardente zelo pela salvação do próximo, de íntima comunhão com Deus na contemplação e de prontidão para socorrer os necessitados", disse Bento XVI sobre Santa Gertrudes.

A conversão da alemã passou por duas indicações particulares: "nos estudos, com a passagem radical dos estudos humanísticos seculares para aqueles teológicos, e na observância monástica, com a passagem da vida que ela define negligente à vida de oração intensa, mística, com um excepcional ardor missionário", explicou o Bispo de Roma.

"Gertrudes transforma tudo isso em apostolado: dedica-se a escrever e divulgar a verdade de fé com clareza e simplicidade, graça e persuasão, servindo com amor e fidelidade à Igreja, a ponto de ser útil e apreciada por teólogos e pessoas piedosas", complementa. A santa morreu em 1301 ou 1302, com 45 anos.

Na saudação aos fiéis de língua portuguesa, o Papa lembrou o início do mês do Rosário:

"Este mês do Rosário incita-nos a perseverar na reza diária do terço; que, desta forma, as vossas famílias se reúnam com a Virgem Mãe, para aprender a cooperar plenamente com os desígnios de salvação que Deus tem sobre vós", finalizou.

fonte:cançãonova.com

Nenhum comentário: