Madre Bárbara Maix será beatificada no Brasil

No dia 6 de novembro, em Porto Alegre (RS), acontece a beatificação de Madre Bárbara Maix. O processo, que começou em 1993, teve a autorização do Vaticano publicada em maio deste ano, pelo papa Bento XVI, através do decreto do milagre atribuído a intercessão da madre. O decreto fala sobre o menino Onorino Ecker, que em julho de 1944, ficou completamente curado após sofrer queimaduras de terceiro grau. O garoto brincava quando lhe sobreveio uma panela de água fervente. Através do reconhecimento deste milagre, deu-se o último passo de beatificação.

A cerimônia de beatificação será presidida pelo prefeito da congregação para a Causa dos Santos, dom Ângelo Amato, e faz parte das comemorações dos cem anos da arquidiocese de Porto Alegre.

"As beatificações acontecem nas Igrejas locais, porque do ponto de vista pastoral, de evangelização, é uma experiência esplêndida. Beatificar uma pessoa na comunidade onde ela viveu e doou a vida é um forte convite aos concidadãos a seguir seu exemplo de firmeza na fé, de esperança inabalável e amor sem reserva", disse a postuladora da causa, irmã Gentilla Richetti.

Bárbara Maix nasceu na Áustria, mas a perseguição às ordens religiosas, movida pela revolução de 1848, fez com que ela e outras 21 companheiras fossem expulsas do país. Em maio de 1849, já no Brasil, a religiosa fundou a congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, no Rio de Janeiro. "Será um revigoramento para toda a congregação, levando-nos a buscar na fonte original a força dinamizadora para darmos continuidade a esta obra que, conforme Bárbara afirmou, é de Deus", declarou a diretora. geral da congregação, irmã Marlise Handges.

Irmã Marlise falou sobre as mudanças que esse período trouxe à congregação. "À medida que a Congregação foi conhecendo mais a vida da Fundadora, sua missão e seus escritos, foi percebendo que não poderia reter esta riqueza de vida apenas para si. Era preciso que o seu exemplo fosse divulgado, para que outras pessoas pudessem se inspirar e perceber que a doação da vida, apesar dos sofrimentos, vale à pena e leva à verdadeira realização", afirmou a religiosa.

A Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria está presente no Brasil e em mais oito países: Argentina, Estados Unidos, Paraguai, Venezuela, Moçambique, Bolívia, Itália e Haiti.

Fonte: CNBB

Nenhum comentário: