OS DEZ MANDAMENTOS DO CASAL



1 - Nunca irritar-se ao mesmo tempo. Evite a explosão. Quanto mais
é complicada a situação, mais a calma é necessária.

2 - Nunca gritar um com o outro, a não ser que a casa esteja pegando
fogo. Quem tem bons argumentos não precisa gritar.

3 - Se alguém deve ganhar na discussão, deixe que seja o outro.
Se o diálogo se transformar em discussão, permita que o outro vença,
para que mais rápido ela termine.

4 - Se for inevitável chamar a atenção, faça com caridade. A crítica só é válida quando é construtiva, amorosa, sem acusações e sem condenações.

5 - Nunca jogar na cara do outro os erros do passado. A pessoa é sempre maior do que os seus erros.

6 - A displicência com qualquer pessoa é tolerável, menos com o cônjuge. A falta de atenção para com o outro demostra desprezo. Seja atento ao que o outro diz, aos seus problemas e as aspirações.

7 - Nunca ir dormir sem reconciliar-se. Não se ponha o sol sobre o vosso ressentimento. Ef. 4,26b. Não se pode deixar acumular problema sobre problema.

8 - Pelo menos uma vez ao dia, dizer ao outro uma palavra carinhosa. Não basta amar o outro. É preciso também expressar com palavras. Como são importantes essas expressões de carinho que fazem o outro crescer: ” eu te amo,” você ´e muito importante para mim…”

9 - Cometendo um erro, saiba rreconhecê-lo e pedir desculpas. Isto é humildade. Agindo assim, eliminamos o conflito e estabelecemos a paz.

10 - Quando um não quer, dois não brigam. A melhor maneira é não por lenha na fogueira. Muitas vezes é pelo silêncio de um que a calma retorna ao coração do outro.

Fonte: Livro Família Santuário da Vida - Prof. Felipe Aquino

Nenhum comentário: