Jesus é o homem perfeito


Na Palavra de Deus encontramos a razão da nossa existência e como diz São Paulo: “Tudo o que outrora foi escrito, foi escrito para a nossa instrução, para que, pela constância e consolação que nos dão as Escrituras,sejamos firmes na esperança” (Rm 15,4).

Cristo é uma presença viva, nova e eficaz e por isso mesmo rompe com o nosso passado. Sua palavra desconcerta e abre horizontes impensáveis, sua proposta pede autenticidade e coragem.

A cristificação é um processo onde vamos nos assemelhando cada vez mais a Cristo. Ele é a nossa meta, pois Ele é o HOMEM PERFEITO. Cristificação, consiste em despojar-se pouco a pouco das vestes velhas e revestir-se das novas. este é um trabalho paciente, que dura uma vida.

É necessário um contínuo exercitar-se, porque por uma mínima desatenção ou distração se pode cair na rotina da “homem velho”.

O processo de cristificação nos pede um contacto constante com a Palavra de Deus, pois é ela que a cada dia nos alimenta, isto é, a Palavra manifesta-nos Deus e Sua Vontade, a nossa vocação e a nossa identidade, mediante uma revelação progressiva e ligada à vida. Por meio de sua Palavra, cada dia, Deus faz a sua experiência em nós e nós fazemos experiência Dele.

Quando ouvida, meditada, rezada com certeza, a Palavra de Deus vive em nós e nós vivemos nela, nossa vida torna-se com Deus e nosso dia como um seio virginal que gera e vivifica a Palavra.

Esta experiência cotidiana de Deus por meio do cultivo da Palavra é que possibilita o deixar-se formar em nós Cristo até chegar à assimilação dos seus sentimentos.

Esta permanência na Palavra é que possibilita sermos Homens novos. É fazer com que nossos pensamentos, afetos, gestos e projetos se fundamentem e encontrem inspiração naquela Palavra que guardamos no coração. De maneira que tudo o que fazemos e pensamos, nosso esforço e nossa doação tenha na Palavra seu início e seu fim, seja por ela animado, sustentado, enriquecido e vitalizado, e purificado.

Para que recriados, fascinados e formados pela sua Palavra deixemos nos atingir na profundidade de nosso coração, a fim de que possamos viver como filhos e filhas da Luz, pessoas novas Nele.

Fonte: www.blog.cancaonova.com/dunga

O jovem não foi feito para os prazeres momentâneos, mas para o desafio


Se há uma força tremenda capaz de mudar as realidades de hoje, essa força se chama: Juventude! O jovem não foi feito para os prazeres momentâneos, mas para o desafio.
O que é mais fácil e confortável? Se moldar a tudo o que nos é oferecido, ou ser firme e corajoso para assumir que você é templo do Espírito Santo, disposto a lutar pela santidade?
Você jovem tem a capacidade e a missão de ser agente transformador no mundo através das suas atitudes, palavras e testemunho.

A Primeira Carta de Paulo a Timóteo nos seu Capítulo 4º,versículo 12 nos exorta: “Ninguém te despreze por seres jovem. Ao contrário, torna-te modelo para os fiéis, no modo de falar e de viver, na caridade, na fé, na castidade.”

É hora de assumir o posto de Guerreiro de Deus e lutar pela santificação da sua vida e daqueles que o Senhor te confiou e ainda te confiará. Não somos de perder a esperança, mas de confiar plenamente no Deus que batalha a nosso favor. Aleluia!

Hoje são muitos os meios para anunciar a Boa Nova do Senhor e você é convidado a fazer parte deste exército em Ordem de batalha.
Graças a Deus temos visto muitos jovens se doando como vela que queima no altar pela Evangelização de muitos corações.
Como ministro de Música, alegro-me em ver hoje no cenário Cristão inúmeras Bandas, Ministérios, Cantores e Cantoras pregando a palavra através de cada música, através de cada acorde.

Somos impulsionados a usar nos tempos atuais, os novos areópagos que o Senhor tem nos permitido anunciar e insistir oportuna e inoportunamente no anuncio do Kerigma.

Por isso em nome de Jesus quero exortar a você jovem, a você músico, á você filho amado de Deus a reavivar a chama do carisma que há em ti.
Não desanime diante dos obstáculos e das dificuldades. Seja firme! Nosso Deus é soberano e manifestará em breve a Sua Glória e o Seu poder em nós e através de nós!

Deus abençoe!
Estamos unidos pela força do Amor, da Fé e da Oração!

Fonte: www.vagnebittencourt.wordpress.com

Você conhece bem o tema da RCC deste ano?


A Renovação Carismática é um Movimento vigoroso e profético. Se essas características marcam a nossa atuação, é porque constantemente buscamos ouvir a voz de Deus e, a partir Dela, pautar nossas ações. Por isso, a cada ano, a RCC do Brasil lança o tema que norteará as suas atividades. Tais direcionamentos são fruto de oração e escuta profética realizada pelo Conselho Nacional.
Em 2011, o mandato missionário de Jesus estará no centro de todas as nossas atividades. O tema “POR CAUSA DA TUA PALAVRA, LANÇAREMOS AS REDES” é baseado no capítulo 5 do evangelho de São Lucas. Deus nos chama a avançar. Somos um povo que vive sob Senhorio de Jesus, alimenta-se da Palavra, proclama a Boa Nova e pela a força do Espírito Santo é chamado a estar em estado permanente de missão. Um povo que confia no Seu Senhor, na Sua Palavra, e por isso, vai lançar mais uma vez as redes (cf. Lc 5,5).

Partilhe essa moção com o seu Grupo de Oração, reze e prepare-se para vivermos juntos um ano intenso de missão.


Fonte: RCC RJ

Seminarista Carlos Júnior se prepara para receber a Admissão às Ordens Sacras e ao Estado Clerical



É com imensa satisfação que a Comunidade Ferreirense recebeu a notícia que mais um filho desta terra, o Seminarista Carlos Júnior, que é mais conhecido como Carlinhos (Neto de D. Dezinha do Loteamento Pará), que já há alguns anos se prepara para ser sacerdote, foi chamado pela Igreja para receber o Rito de Admissão às Ordens Sacras e ao estado clerical. Esse é um passo muito importante, pois a partir deste momento, o Seminarista prepara-se com mais intensidade para receber a ordenação. Assim afirma os documentos da Igreja:

“O rito de Admissão às Ordens Sacras destina-se a que o aspirante ao Diaconato ou ao Presbiterato manifeste publicamente a sua vontade de se doar a Deus e à Igreja, para exercer a Ordem Sagrada. A Igreja, aceitando esta doação, escolhe-o e chama-o, a fim de se preparar para receber a Sagrada Ordem, passando assim a ser contado legitimamente entre os candidatos ao Diaconato e ao Presbiterato” ( cf. Cerimonial dos Bispos N.479).

Segue abaixo o convite para essa Celebração tão importante para a vida deste jovem Seminarista, para sua família e para toda a comunidade de Ferreiros, que é o lugar onde nasceu a sua vocação sob o olhar materno da Virgem Maria a Imaculada Conceição. Que possamos todos intensificar as nossas orações por este eleito, afim de que o Senhor complete a obra que começou para sua maior glória e para o bem da Igreja.


“CORDIS NOSTRUM ARDENS”
O nosso Coração ardia... Lc 24, 32



O Seminário Maior Emaús, nossos familiares, e nós Seminaristas:

Carlos Antonio Barbosa de Araújo Júnior
Kleverton Brito Rodrigues
Rogério Gomes de Oliveira


Temos a satisfação de convidar V. Sa e Ilma. Família para participarem da Solene Concelebração Eucarística, presidida por S. Excia. Revma. Dom Tommaso Cascianelli, CP. - Bispo Diocesano de Irecê - BA, na qual nós receberemos a Admissão ao Estado Clerical e às Ordens Sacras.
A presença de V. Sa. e Ilma. Família será para nós motivo de honra, júbilo e amizade.

Local: Seminário Emaús – Av. Dom Jackson Berenguer Prado , S/N
Bairro Papagaio - Feira de Santana – BA
Data: 21/6/2011
Hora: 18h30min
Informações: carlosjunior.caritas@gmail.com ou (75) 9179 - 2030

Para a Quaresma e para uma Boa Confissão faça um profundo Exame de consciência


Precisamente por sermos pecadores, ficamos cegos diante de nossos pecados. Satanás quer nos fazer ver que não há mal no que fazemos. Então o coração se endurece, torna-se insensível às exigências do amor. Por isso é tão importante a conversão do coração.

“Por isso, como diz o Espírito Santo: “Se escutardes hoje MINHA voz, não endureceis o coração… Atenção irmãos! Que nenhum de vós tenhais um coração mau e incrédulo…” Hb 3.

Deus é um Pai amoroso que nos faz ver o pecado para nos dar a graça do arrependimento e nos perdoar. O nos quer livres. O demônio não quer que vejamos nosso pecado. Mas se procurarmos o caminho de Deus tratará de nos acusar com nossos pecados para que nós desanimemos e voltemos atrás. Podemos discernir então a diferença. Deus mostra o pecado para libertar e perdoar; o demônio o esconde mas quando o mostra é para que nos desesperemos. Devemos rejeitar energicamente estes pensamentos e ir à confissão com toda confiança no perdão de Deus. Deus SEMPRE perdoa quando há arrependimento.

É muito proveitoso fazer exame de consciência diário e também, com toda humildade, nos abrir a que pessoas próximas de nós nos corrijam. “Se examinássemos a nós mesmos, não seríamos condenados.” (1 Cor. 11, 31)

O exame se faz diante de Deus, escutando sua voz na consciência.

Preparação para a confissão

Preparação remota: Educamo-nos na fé pelo estudo da Palavra, o Catecismo, leitura dos Santos, participação nos ensinamentos… A prática séria do que aprendemos. O exame diário de consciência.

Preparação imediata: O exame de consciência antes de confessar. Vamos a um lugar tranqüilo, preferivelmente diante do sacrário, para orar. Só Deus pode iluminar sobre nossa realidade e nos dar os meios para responder à graça.

Contemplamos a vida de Jesus e seu amor manifesto em Sua Cruz. “Contemplai ao que transpassaram” Jo 19:37. Como respondi a tanto amor, a tantas graças?. Examinamos nossa vida diante da lei de Deus. Por isso ajuda ter um exame escrito que nos recorde o que esquecemos. Recordamos que não se trata de sugestões, Deus nos deu MANDAMENTOS. Quebrá-los é quebrar nossa aliança com Deus e cair em pecado.

Não se trata tão somente de enumerar pecados mas sim de descobrir a atitude do coração e com DOR POR NOSSOS PECADOS, FAZER O FIRME PROPÓSITO DE NÃO VOLTAR A COMETÊ-LOS.

Sempre há áreas nas quais somos mais fracos e requerem atenção especial mas se compreendermos que Cristo -não a cultura- é a medida, veremos que em tudo temos muito que crescer.

A confissão só pode ser feita diante de um sacerdote.

Exame de conciência com base nas quatro rupturas

Examine-se quais pecados você cometeu desde sua última confissão? Trate de não ficar no exterior, mas sim nas atitudes do coração e as omissões.

Fonte:Acidigital.com

Uma mulher que jamais perdeu a oportunidade de falar do amor



"A pobreza não foi criada por Deus. Nós é que a causamos – você e eu – devido ao nosso egoísmo" (Madre Teresa de Calcutá) .

Madre Teresa de Calcutá é a personificação da caridade. Poucos na história se dedicaram tanto ao próximo e se assemelharam tanto a Nosso Senhor Jesus Cristo como ela. Deixou a segurança do convento, no qual lecionava havia cerca de 20 anos na Índia, para ir às ruas cuidar dos miseráveis, doentes e moribundos, por não mais conseguir ver tanta dor e descaso e ficar indiferente à situação a que todos esses excluídos de Calcutá eram submetidos, pois além da miséria e das doenças, estes eram desprezados, humilhados e abandonados. A maioria destes nunca teve um lar, nem um banho quente ou uma refeição feita na hora, tampouco um beijo na face...

Assim viveu ela: de esmolas, contando unicamente com a Divina Providência, sem endereço fixo durante anos, cuidando e amando esses pequeninos de Deus, até conseguir um espaço para abrigar “os mais pobres dos pobres”. Depois de muita luta, persistência, escárnio e, sobretudo, fé, fundou a Congregação das Missionárias da Caridade com a adesão de algumas antigas alunas, no início, e mais tarde de outras jovens, que, pouco a pouco, foram chegando atraídas pelo testemunho.

Dedicou toda a vida, da juventude à velhice, a esses desvalidos por ver neles o rosto de Cristo.

“Nós queremos que eles saibam que há pessoas que os amam verdadeiramente. Aqui eles encontram a sua dignidade de homens e morrem num silêncio impressionante... Deus ama o silêncio.
Os pobres não merecem só que os sirvamos, merecem também a alegria e as Irmãs oferecem-na em abundância.
O próprio espírito da nossa congregação é de abandono total, de amor confiante e de alegria... É a nossa regra, para procurarmos 'fazer alguma coisa de belo por Deus!'", afirma a beata.

Essa grande mulher de Deus jamais perdeu a oportunidade de falar do amor de Deus a todos que conhecia, independente da religião ou posição social destes. - "Vamos, primeiro, cumprimentar o Dono da casa", dizia ela, referindo-se a Jesus Sacramentado, assim que chegavam para visitar os acolhidos por ela.

Amou, como poucos, aqueles que são desprezados por todos, fez da vida uma profissão de fé, de esperança e caridade, com gestos concretos de desprendimento e doação ao próximo, ensinando-nos que, como cristãos, somos chamados a amar, a agir e a não “nos acomodar em nosso comodismo”.
"A pobreza não foi criada por Deus. Nós é que a causamos – você e eu – devido ao nosso egoísmo"

Madre Teresa é modelo de caridade e coragem para todas as mulheres. Deus nos criou como “a ajuda adequada” (cf. Gênesis 2, 18) e a Palavra em Provérbios, 31,10-31, fala da “mulher virtuosa”, por isso devemos deixar uma marca de amor e generosidade por onde passarmos.

Que, como esse sacrário vivo do amor, possamos semear bondade por onde passarmos, contribuindo na construção de um mundo mais humano e fraterno.

Pois Jesus nos assegura: “Tudo o que fizerdes a um dos meus pequeninos, é a mim que o fazeis" (Mateus 25, 40).

Fonte:Canção nova

Quarta feira de cinzas, como vivê-la bem

Jejum da Igreja:

Fazer apenas uma refeição completa durante o dia e, caso haja necessidade, tomar duas outras pequenas refeições que não sejam iguais em quantidade à habitual ou completa.

Não fazer as refeições habituais, nem outros petiscos durante o dia (nem mesmo cafezinho, chimarrão etc).

Estão obrigados ao jejum os que tiverem completado dezoito anos até os cinqüenta e nove completos. Os outros podem fazer, mas sem obrigação.

Grávidas e doentes estão dispensados do jejum, bem como aqueles que desenvolvem árduo trabalho braçal ou intelectual no dia do jejum.

Abstinência:

Deixar de comer carnes de animais de sangue quente (bovina, ovina, aviária, etc), bem como seus caldo de carne.

Permite-se o uso de ovos, laticínios e gordura. Estão obrigados à abstinência os que tiverem completado quatorze anos, e tal obrigação se prolonga por toda a vida.

Grávidas que necessitem de maior nutrição e doentes que, por conselho médico, precisam comer carne, estão dispensados da abstinência, bem como os pobres que recebem carne por esmola.

Quarta-feira de Cinzas: jejum e abstinência obrigatórios.

Sexta-feira Santa da Paixão do Senhor: jejum e abstinência obrigatórios.

Demais dias da Quaresma, exceto os Domingos: jejum e abstinência parcial (carne permitida só na refeição principal/completa) recomendados.

Demais sextas-feiras do ano, exceto se forem Solenidades:

abstinência obrigatória, mas não o jejum.

Essa abstinência pode ser trocada, a juízo do próprio fiel, por outra penitência, conforme estabelecer a conferência episcopal (no Brasil, a CNBB estabeleceu qualquer outro tipo de penitência, como orações piedosas, prática de caridade, exercícios de devoção etc).

Fonte : Veritatis Splendor

Carnaval: Alegria ou Euforia Você pode Escolher!


Nestes dias, no tempo livre que eu tenho gosto de ver os telejornais e alguns programas de TV, as propagandas avisam a todo o momento, que todo o país já se prepara para as festas do carnaval, música, fantasias e muita mais muita mesmo mulher pelada. Acompanhando pela TV o carnaval com Cristo da Canção Nova e um pouco o carnaval pelas cidades do nosso país, via nos dois muita alegria, festa e muita gente jovem pulando e cantando. E me perguntava qual a diferença destes dois carnavais, destes dois grupos de pessoas? E quando acabar o carnaval, o que fica?

Você pode se perguntar por que estou falando assim, não estou querendo julgar, nem apontar o que é melhor, mas posso falar de cadeira, pois já pulei e brinquei nos dois carnavais. No final dos anos 80 saia em blocos com “mortalha”, era exatamente esse o nome dado naquela época. Não era como hoje abada, hoje se mascara um pouco mais, mas a palavra antiga descrevia exatamente o que acontecia comigo naqueles dias, mascarava minhas desilusões, tentava me esconder atrás de mim mesmo e no Maximo atraia outros mascarados, me vestia de mortalha, ou seja, de morto.

Minha bebida se chamava capeta, minha alegria era euforia, que quando acabava tudo, no peito vinha aquele vazio, que nem a música, nem os foliões, nem as meninas nem o trio elétrico, nada poderiam preencher. Percebia que estava envolto na mortalha, numa mascara, estava morto, pois não experimentava uma verdadeira alegria, era tudo fulgás, passageiro, acabava na quarta-feira de cinzas, e me desculpe, o defunto estava vivo.

Eu não era do “mal”, não fazia maldade às pessoas, não ia para brigar, era mesmo para tentar me divertir, e acredito que exista muita gente assim. Em busca da verdadeira alegria. Quando encontrei o Rei do meu carnaval, Jesus de Nazaré, descobrir qual era a verdadeira alegria. A verdadeira alegria é um fruto interior, fruto do Espírito Santo, que não precisa de condicionamentos externos para encher meu coração, ela é constante e não depende de música, de bebida, muito menos de usar pessoas para que ela aumente em mim. A verdadeira alegria em mim dá sentido ao que eu sou e o que eu faço. A alegria, não deixa peso, remorso ou dúvidas, muito menos se satisfaz com o que me destrói, é um estado de espírito, de alma, que extravasa para o corpo, para as pessoas e da o verdairo sentido do que eu busco: A ETERNA ALEGRIA!

Ela esta em mim, mesmo nos momentos de dor e sofrimento, eu não preciso me fantasiar, nem mover o mundo para experimentar a verdadeira alegria. Hoje me despi da mortalha e da mascara da euforia, para dar lugar a vesti do homem novo, renovado, pois o amor de Deus me conquistou e hoje sou feliz: “e revesti-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade”.(Efésios 4,24) Tenha a coragem de se perguntar, o que eu tenho experimentado é euforia ou alegria? O que acontece comigo, o que fica dentro de mim, quando termina o carnaval?

É nesta hora que eu lhe faço um questionamento, euforia ou alegria você pode escolher!

“Alegrai-vos sempre no Senhor. Repito: alegrai-vos!” (Filipenses 4,4).

Minha benção fraterna+

Padre Luizinho,
Com. Canção Nova.

Fonte: http://blog.cancaonova.com/padreluizinho

Resultado Final da Enquete do Mês de Fevereiro


Com que Frequência você vai a Missa?
uma vez por semana? teve 13 votos/50%
Mais de uma vez por Semana? teve 8 votos/31%
Ocasionalmente? teve 4 votos/15%
Missa?? o que é isso? teve 1 voto/4%
Só em casamentos e sétimo dia? teve nenhum voto
Só a missa da graça? teve nenhum voto
Total de votos: 26
Obrigado pela sua visita ao Blog e vote na Enquete deste Mês de Março, mês que se Inicia a Quaresma deste ano de 2011.

O QUE QUER DIZER "QUARESMA"?
A palavra Quaresma vem do Latim quadragésima e é utilizada para designar o período de quarenta dias que antecedem a festa ápice do cristianismo: a Ressurreição de Jesus Cristo, comemorada no famoso Domingo de Páscoa. Esta prática data desde o século IV.

Na Quaresma, que começa na quarta-feira de cinzas e termina na quarta-feira da Semana Santa, os católicos realizam a preparação para a Páscoa. O período é reservado para a reflexão, a conversão espiritual. Ou seja, o católico deve se aproximar de Deus visando o crescimento espiritual. Os fiéis são convidados a fazerem uma comparação entre suas vidas e a mensagem cristã expressa nos Evangelhos. Esta comparação significa um recomeço, um renascimento para as questões espirituais e de crescimento pessoal.

O cristão deve intensificar a prática dos princípios essenciais de sua fé com o objetivo de ser uma pessoa melhor e proporcionar o bem para os demais. Essencialmente, o período é um retiro espiritual voltado à reflexão, onde os cristãos se recolhem em oração e penitência para preparar o espírito para a acolhida do Cristo Vivo, Ressuscitado no Domingo de Páscoa. Assim, retomando questões espirituais, simbolicamente o cristão está renascendo, como Cristo. Todas as religiões têm períodos voltados à reflexão, eles fazem parte da disciplina religiosa. Cada doutrina religiosa tem seu calendário específico para seguir.

A cor litúrgica deste tempo é o roxo, que significa luto e penitência.
Cerca de duzentos anos após o nascimento de Cristo, os cristãos começaram a preparar a festa da Páscoa com três dias de oração, meditação e jejum. Por volta do ano 350 d. C., a Igreja aumentou o tempo de preparação para quarenta dias. Assim surgiu a Quaresma.

E sobre a Quaresma queremos saber de você amigo internauta você que é Católico

COMO VOCÊ SE COMPORTA NA QUARESMA?


LEVO À RISCA O QUE PEDE A IGREJA: ORAÇÃO, PENITÊNCIA E CARIDADE.

EVITO COMER CARNE VERMELHA.

NÃO CONSUMO BEBIDA ACOÓLICA.

EVITO FESTAS.

FREQUENTO MAIS A IGREJA.

PRA MIM NÃO MUDA NADA. SIGO MINHA VIDA NORMALMENTE.




Vote nas opções ao lado e deixe a sua opinião.

RCC: Cadastro atinge marca de 8,5 mil Grupos de Oração



O maior tesouro do nosso Movimento são seus Grupos de Oração. Ali se dão vivências intensas do amor de Deus e do batismo no Espírito Santo. E do GO devem partir as nossas iniciativas de lançar as redes da evangelização, baseados na Palavra de Deus.

Por isso, é tão importante para nós sabermos quem são estes Grupos e onde eles estão. Com o objetivo de conhecer os Grupos e disponibilizar suas informações de forma organizada, a RCCBRASIL lançou o Cadastro Nacional de Grupos de Oração. E hoje, depois de pouco mais de um ano do início do cadastramento, chegamos a uma marca de 8,5 mil registros em nosso portal. Quem atingiu a marca foi o Grupo de Oração Espelho em Cristo, da paróquia São Vicente de Paulo, no bairro Engenho da Rainha, Rio de Janeiro/RJ.

A ideia de manter todos os GOs em atividade cadastrados surge de uma necessidade de comunicação e comunhão. Quando temos os dados dos coordenadores, podemos chegar mais facilmente às nossas bases enquanto Movimento. E os Grupos ganham em divulgação, já que são localizáveis através do nosso mapa interativo e do sistema de busca.

Coordenador, se o seu GO ainda não está cadastrado em nosso sistema, Clique Aqui e efetue o registro.

Fonte: RCC Brasil

Aquecimento global e mudanças climáticas são colocados em debate pela CF-2011


“Contribuir para a conscientização das comunidades cristãs e pessoas de boa vontade sobre a gravidade do aquecimento global e das mudanças climáticas, e motivá-las a participar dos debates e ações que visam enfrentar o problema e preservar as condições de vida no planeta”.

Este é o objetivo da Campanha da Fraternidade 2011 (CF), que será aberta, em nível nacional, na Quarta-feira de Cinzas, 9 de março, na sede da CNBB.

Com o tema “Fraternidade e a Vida no Planeta” e o lema “A criação geme em dores de parto”, a CF chama a atenção especialmente para as questões do aquecimento global e das mudanças climáticas.

Motivada pela fé

Segundo o secretário geral da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa, é a fé que motiva a Igreja a discutir temas como o proposto pela CF-2011. “A fé nos torna específicos numa discussão como essa. A nossa fundamentação é teológica e se baseia no próprio projeto de Deus para com a criação e para com o ser humano”, explica.

Dom Dimas destacou ainda que a ecologia humana é de “suma importância” para as discussões porque trata a vida como um todo e não distingue a vida do planeta da vida dos seres humanos. “A ecologia humana é um tema fundamental trazido pelo papa João Paulo II e, depois, por Bento XVI. De acordo com o papa, o centro do universo está na pessoa humana e, muitas vezes, as políticas públicas não levam em conta esses dois pontos, principalmente as pessoas mais vulneráveis, os mais pobres”.

A partir de março, o debate do tema proposto pela Campanha ganha as paróquias, comunidades e os mais diversos espaços.“A temática é uma preocupação social da Igreja que quer despertar as pessoas para a educação ambiental porque, a partir do nosso dia-a-dia, precisamos diminuir o consumo e tomar algumas medidas que impliquem em menos gasto e mais educação para a vida do nosso planeta”, sublinhou o secretário executivo da CF, padre Luiz Carlos Dias.

fonte:CNBB