Beatificação da Irmã Dulce a Madre Teresa De Calcutá do Brasil

A Arquidiocese de Salvador e as Osid (Obras Sociais Irmã Dulce) divulgaram a programação da cerimônia de beatificação de Irmã Dulce.

Marcada para o próximo Domingo dia 22 de maio, a celebração deve reunir mais de 60 mil pessoas no parque de exposições de Salvador, segundo expectativa dos organizadores.

Serão cinco dias de celebração, entre os dias 21 e 28 de maio, sendo que o rito de beatificação (evento principal) será no dia 22.

O decreto de beatificação de Irmã Dulce (1914-1992), conhecida como "o anjo bom da Bahia", foi assinado pelo papa Bento 16 em dezembro passado.

O Vaticano reconheceu a intercessão da religiosa na recuperação de uma mulher sergipana, desenganada pelos médicos após sofrer uma forte hemorragia durante o parto. O processo tramitava desde junho de 2001.

No dia 21, que antecede a cerimônia de beatificação, haverá uma missa no Santuário de Irmã Dulce, seguida de vigília. No dia 22, a celebração está prevista para começar às 14h. O primeiro evento será a exibição de um espetáculo sobre a vida da religiosa, com a participação de 700 alunos do núcleo de educação da Osid.

Em seguida, às 17h, o cardeal D. Geraldo Majella Agnelo presidirá a celebração canônica com uma missa seguida do roteiro litúrgico do rito de beatificação do Vaticano. O cardeal representará o papa Bento 16 na cerimônia.

O altar da cerimônia foi planejado pelo arquiteto João Martins, da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil). "Com dois grandes pórticos, os quais vistos de cima formam a figura de uma cruz, o altar contará também com uma arquibancada para um coral de 300 pessoas", explicou Martins.

Os ingressos para a festa serão distribuídos gratuitamente, mas não há previsão de data. Em Salvador, os interessados devem procurar as paróquias, a sede das Obras Sociais e a rádio Excelsior. Uma central de atendimento foi montada para atender as caravanas do interior baiano e de outros Estados. A central funciona de segunda a sexta, das 8h às 17h, pelo telefone 0800-284-5284 e do email cerimonial@irmadulce.org.br.

Com a beatificação, o fluxo anual de turistas que visitam o memorial de Irmã Dulce, em Salvador, deve passar de 35 mil para 100 mil, segundo estimativa da superintendente da Osid, Maria Rita Pontes.

A Secretaria de Turismo do Estado deve investir R$ 5 milhões na requalificação do largo de Roma, onde fica o memorial. O governo baiano espera atrair principalmente o comércio voltado para romeiros, com a venda de artigos religiosos.

BEATA

Irmã Dulce será a primeira baiana a se tornar beata. O título de santa só poderá é dado após a comprovação de mais um milagre atribuído à religiosa e reconhecido pelo Vaticano. Após a beatificação, ela será chamada de Bem-aventurada Dulce dos Pobres.

Irmã Dulce, cujo nome era Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, começou a praticar caridade aos 13 anos, ajudando mendigos que moravam nas ruas da capital baiana. Aos 18 anos, entrou para a Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição. Dedicou toda sua vida à caridade.

O corpo de Irmã Dulce foi transferido em 2009 para um túmulo lacrado na capela das Relíquias, na igreja da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, no Largo de Roma, bairro onde a religiosa fez trabalhos de caridade, em Salvador. Antes da transferência, o corpo mumificado da religiosa ficou exposto por três dias e atraiu centenas de pessoas.

Um comentário:

Anônimo disse...

Achei esta Oração interessante e deixo aqui o link dela para os interessados:

Titulo dela é Oração Poderosa da Santa Cruz

http://www.cientistaherbertalexandre.com/minhas-obras/obras-do-ano-de-2011/ora%C3%A7%C3%A3o%20poderosa%20da%20santa%20cruz/