Ferreiros ganha mas um religioso


Desde os mais remotos tempos da história da humanidade, existem aqueles que deixam tudo para se doar inteiramente a deus, para viver no deserto, e assim encontrar o sentido único e absoluto da vida, encontrar Deus é se encontrar e encontrando-se com ele mudar de vida e de rumo. Encontrar-se com Deus é isso: ter a vida transformada, e não há ninguém melhor do que Deus para nos tornar felizes.

O termo “MONGE” deriva-se do latim e quer dizer: único, um só com Deus. É um homem que faz votos religiosos e se retira do mundo para viver com outros monges em mosteiros. O monge vive só para Deus em busca da sua conversão, de uma intima vida com Deus, através do silencio, da oração, do trabalho e da clausura. O monge busca antecipar na terra o céu.

Os monges Beneditinos vivem sobre uma regra de vida, que é a regra de São Bento. São Bento foi um grande Santo que viveu no século IV depois de Cristo. São Bento fundou mosteiros pela Europa que depois se espalharam pelo mundo.
Para se ter a ideia da grandiosidade da obra Beneditina basta saber que esse berço gerou para a Igreja 23 PAPAS, 5 mil Bispos e cerca de 3.000 Santos canonizados. São Bento é considerado o Padroeiro da Europa seu lema é: ora et labora (reza e trabalha). Viver no mosteiro é viver com alegria, os monges não vivem no mosteiro pagando algo ou num presídio, mais vive na alegria da casa de Deus. É uma escolha radical pela santidade.
São Bento possui uma medalha que é muito usada através dos séculos contra os demônios. A medalha convida-nos ao combate espiritual e nos Põe alerta frente à necessidade de abraçar uma vida de radical santidade.

A minha vocação a vida religiosa surgiu por acaso, após eu comprar uma medalha de São Bento. Eu não sabia quem era São Bento nem a medalha, comprei porque a medalha era muito usada no meio carismático. Eu via meus amigos do grupo de oração usando a medalha e por causa disso resolvi ter uma também.
Sempre eu fui um pouco “curioso”, gostava muito de ler, comprei livros sobre a medalha e sobre São Bento, e me apaixonei pela história de vida desse grande Santo.
Fiquei sabendo que em Olinda-PE tem um mosteiro, pedi ao Pároco na época o Padre Ailton para me levar lá e conhecer um pouco mais sobre São bento. Em junho de 2010 fui ao mosteiro com o padre e me encantei. Conversei com o Abade que é o superior da comunidade e contei-lhe que queria ser monge. A partir daí fiz varias visitas e após uma longa espera de discernimento chegou a hora de realizar esse grande sonho: doar-se inteiramente a Deus.

Vou muito feliz, sabendo, que a vida monástica não é fácil, mais vale a pena. Como eu sempre digo “se você quer Jesus, eu também quero.” Senhor não pergunto pra onde me levas, se Tu queres eu quero, se Tu fores eu vou.
“Na mensagem do PAPA Bento XVI para o dia mundial da juventude Ele diz:” Queridos jovens, não tenha medo do chamado de Deus para vida religiosa, monástica, missionária ou sacerdotal. Estejam certos que ele enche de alegria aquele que,  dedicando sua vida nesta perspectiva, responde  ao seu envio deixando tudo para pertencer a Ele e dedicar-se de coração a serviço dos outros.”

Meus amigos o desafio é grande mais, “jovem não tem medo de desafios. Jovem tem medo de uma vida sem sentido.” Me considero hoje o jovem mais rico de Ferreiros, porque estou deixando tudo para seguir a verdadeira riqueza que é Jesus. Nada nada me fará voltar atrás sou de Deus e já não me pertenço mais.

Quero agradecer a todos por tudo! Levo vocês no meu coração.
Conte com minhas orações, por toda minha vida até o meu ultimo suspiro eu hei de lembrar de cada um de vocês. Que Deus me faça cada vez mais fiel a minha vocação. Amém! Obrigado! Com Carinho: Ir. Eduardo, OSB

Nenhum comentário: